Organização profissional: A falta de tempo acompanha você?

Se a sua resposta para o nosso título é sim, se acalme, porque a falta de tempo é uma questão que também atinge outros profissionais.

A administração do tempo, que é o que responderá se falta tempo ou sobra no seu dia, é um cuidado que todas as pessoas e empresas precisam ter. Quando o assunto é profissional, o resultado de administrar bem as tarefas de maneira eficaz e proativa aparece na qualidade do trabalho e também na vida pessoal.

Entretanto, não saber lidar com a falta de tempo é um desafio que aparece no âmbito profissional, por isso, o artigo de hoje aborda esse assunto, para que você se lembre que não está sozinho e que pode mudar essa situação de algumas maneiras. Lembrando, é claro, que o estresse não é uma delas.

Adeus falta de tempo

Você é quem deve controlar o seu tempo, é você quem decide o que é importante ou não para determinado dia. Às vezes, o grande problema está em querer que tudo seja para hoje, esquecendo que importante e urgente não significam a mesma coisa.

Os itens importantes podem contribuir para que os resultados sejam melhores, enquanto os itens urgentes são aqueles que devem ser entregues amanhã, por exemplo. Ou seja, nem tudo o que é importante é urgente e deve ser feito em pouco tempo, faça uma avaliação das suas tarefas, você está realmente com falta de tempo ou está criando uma situação desnecessária?

Em contrapartida a isso, você deve se lembrar que a procrastinação anda lado a lado com o relógio. O que você puder fazer durante as suas oito horas diárias e obrigatórias de trabalho, deve ser feito. Ao ver as obrigações da sua agenda sendo riscadas, o seu bom humor e saúde são afetados positivamente.

Procrastinar pode se tornar um vício comportamental que fará com que a falta de tempo seja sempre frequente em sua vida.

Caso você esteja com esse problema, é possível acabar com ele de duas formas:

1 – Realizando uma tarefa grande em pequenas partes, dentro de um período que esteja de acordo com o prazo;

2 – Não assumindo a responsabilidade de um trabalho que você ainda não tem confiança para executar.

Ser honesto sobre o que você é capaz ou não de produzir é outro ponto que interfere demais na falta de tempo e no estresse dentro do trabalho. Você não é capaz de fazer tudo, dividir tarefas é importante e a atitude de identificar que outro colaborador tem mais capacidade para realizar determinada função é maturidade e profissionalismo.

Não se esqueça que é você quem cria o seu tempo, por isso: risque os compromissos que não darão resultados a sua tarefa; divida compromissos; não seja um acumulador de trabalho; se necessário, acorde mais cedo até tudo estar resolvido, e não assuma tarefas que você não poderá cumprir.

Em muitos casos a questão não é a falta de tempo, mas sim os problemas que cercam um profissional ou empresa. Se não houver recursos e maneiras de realizar uma tarefa, não haverá tempo para nenhum processo.