Retenção de talentos: o que é mais importante para a empresa?

A necessidade de pertencimento à uma organização, sensação muito comum na geração Milennials, resignificou o que as empresas enxergavam sobre retenção de talentos até hoje.

Antes, reter um talento na empresa era quase sempre associado às oportunidades de salário e benefícios. Não que isso seja algo impraticável atualmente, o retorno financeiro ainda é válido. No entanto, os novos perfis de profissionais se preocupam muito mais com a associação da sua imagem à uma empresa que traga valor para o mercado e para a sociedade.

Dentro desse contexto, foi necessário reestruturar alguns métodos internos e externos – visto que a retenção de talentos também precisa estar presente nas entrevistas de emprego. Por isso, queremos conversar mais e mostrar o que é mais importante nesse processo e como sua empresa pode manter – e conquistar – os melhores talentos do mercado. Veja.

Incentive a jornada flexível

A pandemia do coronavírus nos mostrou que a adesão ao trabalho remoto é favorável para a saúde do colaborador. A jornada foi aprovada por 80% dos gestores brasileiros, que adotarão a nova forma de trabalho mesmo depois da quarentena.

O incentivo à jornada flexível é importante na retenção de talentos porque você oferece mais qualidade de vida para o colaborador, que não precisa enfrentar trânsito, comprometer o sono e a alimentação, além de ter a chance de trabalhar em um ambiente mais próprio e com o conforto que ele deseja.

A resposta para essa mudança são entregas mais consistentes, rápidas e com qualidade. O seu colaborador trabalha mais sobre a produção do que sobre o expediente de 08h às 18h.

Desenvolva um bom processo de onboarding

Manter um nível elevado de satisfação é uma maneira eficiente de retenção de talentos e essa ação deve começar nas contratações. Você não pode deixar para se preocupar com o bem-estar do colaborador apenas após a efetivação. Conquiste-o com uma proposta de valor já na entrevista.

Reforçamos o conceito que deixamos no início do texto. É preciso desenvolver um senso de pertencimento. Elabore um processo de integração muito eficiente, de forma que seu novo colaborador não tenha grandes dificuldades de adaptação, nem com os processos do trabalho e nem com o time.

LEIA TAMBÉM: O que mais motiva as pessoas no trabalho?

Gere oportunidades de desenvolvimento profissional

A retenção de talentos também é favorecida quando a empresa se preocupa em manter os funcionários atualizados quanto às necessidades do mercado. O valor dessa ação aumenta ainda mais quando você gera um conhecimento necessário, mas desprendido de sua marca. Ou seja, o colaborador poderá aplicar o aprendizado em qualquer outra empresa que venha trabalhar futuramente. Faça parcerias com escolas e instituições de educação continuada e ofereça descontos ou pagamento integral de cursos essenciais para a otimização do fluxo da sua organização. Além disso, você pode agregar mais importância, reconhecendo esses aprendizados como forma de promoção de cargos.

O segredo da retenção de talentos é o apoio dado ao crescimento do profissional dentro da sua empresa. Se você se preocupa com isso e mostra para o profissional, ele se sentirá bem mais confortável em permanecer no cargo.

Gostou desse post? Compartilhe entre seus colaboradores!